NOTÍCIAS


Vereador que apertou rosto de parlamentar em sessão é condenado por violência política de gênero



Dandara Pereira (PSD) teve o rosto apertado por Wellington Felipe (Cidadania) durante o intervalo de uma sessão em Caçapava. Caso aconteceu em abril de 2022 e foi gravado pela transmissão da TV Câmara. VÍDEO mostra vereador agredindo vereadora na câmara de Caçapava O vereador Wellingon Felipe (Cidadania) foi condenado pelo crime de violência política de gênero por causa do episódio em que apertou o rosto da parlamentar Dandara Gissoni (PSD) durante uma sessão da Câmara de Caçapava em abril de 2022. A decisão da Justiça Eleitoral de Caçapava desta terça-feira (26) condena o vereador a um ano e quatro meses de prisão, que foi convertida em prestação de serviço comunitário pelo mesmo período, além de pagamento de um salário mínimo a ser revertido para entidade social. Ele ainda terá que pagar indenização de R$ 5 mil à vítima por danos morais. ✅ Clique aqui para seguir o canal do g1 Vale do Paraíba e região no WhatsApp Na sentença, a juíza Simone Cristina de Oliveira Souza da Silva afirmou que ficou comprovado que Wellington Felipe teve o intuito de repreendê-la, “o que se deu como forma de intimidação e com menosprezo e discriminação à condição de mulher, com fim último de impedir e dificultar o desempenho do seu mandato eletivo, o que aconteceu na presença de várias pessoas”. “Com tal atitude, o réu praticou violência política de gênero, visando impedir, obstaculizar ou restringir os direitos políticos da mulher, violando o princípio da igualdade e da dignidade da pessoa humana”, diz trecho da decisão. Vereadora foi agredida durante sessão na câmara de Caçapava Reprodução O caso foi na sessão da Câmara no dia 26 de abril de 2022 e foi registrado pelas câmeras do plenário. Nas imagens, o vereador Wellington Felipe aparece apertando o rosto da vereadora Dandara. Ela chega a tirar a mão do colega, mas ele volta a apertar o rosto dela. Depois, o vereador abraça Dandara e fala próximo ao ouvido dela. Na época, a Câmara abriu uma comissão especial de inquérito para investigar a agressão, mas no relatório final afirmou que não era possível concluir se de fato houve agressão ou assédio por parte do vereador. Com isso, a investigação foi encerrada e o inquérito encaminhado à Justiça. Considerando os depoimentos da acusação e da defesa, a Justiça Eleitoral aceitou parte da denúncia e, quase dois anos depois, foi proferida a sentença. Em um vídeo publicado nas redes sociais, o vereador Wellington falou sobre a decisão. “Mantenho minha cabeça erguida, tenho consciência tranquila de que nada disso fiz”, disse. E acrescentou. “Foi uma grande armação política para se levantar a bandeira de auto promoção política”. A defesa de Dandara informou que vai recorrer para tentar aumentar a pena imposta ao vereador condenado no caso. Relembre o caso O caso aconteceu na sessão no dia 26 de abril. O vereador Wellington Felipe (Cidadania) estava na mesa diretora, onde ocupa o cargo de segundo secretário, quando desce e caminha em direção à vereadora. Ao se aproximar, ele aperta o rosto dela, que chega a empurrar a mão de Wellington, mas ele volta a apertar novamente seu rosto. A cena ocorreu com os vereadores ainda presentes, mas o homem não foi interrompido. Toda a cena foi flagrada pelas câmeras do plenário que gravavam a sessão para a transmissão. Após a repercussão do caso, o vereador pediu desculpas, mas disse que não tinha a intenção de agredir a colega.

Fonte: G1


27/03/2024 – Prata FM Vale

COMPARTILHE

SEGUE A @PRATAFMVALE

NO AR:
TARDE SERTANEJA - PRATA FM VALE