NOTÍCIAS


Ubatuba recebe ajuda humanitária do governo de São Paulo após estragos causados pela chuva



Mais de 25 toneladas de insumos, entre alimentos, água e produtos de limpeza, por exemplo, serão destinadas às famílias atingidas pelas chuvas no município. Força do rio leva ponte e isola até mil pessoas após chuva forte em Ubatuba, SP. João Mota/TV Vanguarda A cidade de Ubatuba, no Litoral Norte de São Paulo, está recebendo ajuda humanitária do governo de SP, neste sábado (9), após os estragos causados pela chuva volumosa que atingiu o município ao longo da semana. ✅ Clique aqui para seguir o canal do g1 Vale do Paraíba e região no WhatsApp De acordo com o governo, mais de 25 toneladas de insumos, como alimentos, água potável e produtos de higiene e limpeza, serão destinadas às pessoas afetadas pela chuva. Em dois dias, Ubatuba registrou um acumulado de chuva de 380 milímetros, 22% a mais do que a média prevista para todo o mês de março. Neste sábado, equipes do Exército Brasileiro chegaram ao bairro que ficou isolado após a queda de uma ponte, na comunidade Folha Seca, em Ubatuba. Os militares devem construir uma travessia temporária. Exército chega a bairro que ficou isolado após queda de ponte em Ubatuba; travessia temporária deve ser construída João Mota/TV Vanguarda Destruída pela correnteza do rio após as fortes chuvas que atingiram a cidade nos últimos dias, a ponte era o único acesso dos moradores do bairro à região central da cidade. Segundo a prefeitura, de 800 a 1 mil moradores da comunidade estão isolados. A distribuição dos donativos está sendo feita neste final de semana. A operação conta com apoio do helicóptero Águia da Polícia Militar, que está à disposição das equipes para auxiliar na entrega dos itens de ajuda humanitária nos locais de difícil acesso. Nesta sexta-feira (8), equipes da Defesa Civil Estadual e do 11º Grupamento Marítimo utilizaram botes infláveis para resgatar e transportar as pessoas ilhadas que não conseguiram deixar suas residências. Na ação, eles também realizaram a distribuição de 1,4 mil litros de água potável para as famílias necessitadas. Corpo de Bombeiros usa botes para entregar água potável aos moradores do bairro Folha Seca, em Ubatuba João Mota/TV Vanguarda Ponte destruída Único acesso do bairro Folha Seca à região central de Ubatuba, a ponte do Rio Escuro foi levada pela força da água na quinta-feira (7), após as chuvas fortes na cidade. Um vídeo registrou o momento em que a passagem é destruída pela correnteza do rio. Com isso, os moradores da comunidade estão isolados nesta sexta-feira (8). Força do rio leva ponte e isola até mil pessoas após chuva forte em Ubatuba, SP Força do rio leva ponte e isola até mil pessoas após chuva forte em Ubatuba, SP João Mota/TV Vanguarda De acordo com a Prefeitura de Ubatuba, de 800 a mil pessoas moram no bairro, que agora não tem outro acesso para o Centro do município e para as rodovias que cortam a região. Assim, muitos moradores não conseguem sair da comunidade. Segundo a apuração da Rede Vanguarda, há também casos de pessoas que saíram para trabalhar na quinta-feira e, quando voltaram, a ponte já havia sido levada. LEIA TAMBÉM: Chuva alaga casas e deixa moradores ilhados em Ubatuba Moradores se arriscam ao atravessar rio com corda Ubatuba decreta situação de emergência após chuvas fortes Ao menos dois homens chegaram a se arriscar e atravessar o rio – que ainda está com nível considerado alto – apenas com a ajuda de uma corda – assista abaixo: Moradores se arriscam ao atravessar rio após ponte ser levada por força da água em Ubatuba Imagens feitas por Diego Oliveira mostram um homem com uma mochila se agarrando à corda para conseguir atravessar pela correnteza. Apesar do risco, ele consegue concluir o trajeto e chega ao lado da comunidade. A prática não é recomendada pelas autoridades. Na manhã desta sexta (8), a Defesa Civil pediu aos moradores para que não façam a travessia improvisada. “O que eu peço para vocês: soltar o cabo daí, para que não tenha esse cabo, ninguém se arrisque. Não se coloquem em risco. Teremos equipes dos bombeiros aqui para apoio emergencial”, disse aos moradores a major Michelle César, da Defesa Civil. A comunidade conta com um mercado que está abastecido com mantimentos, como comida e água. Apesar disso, caso demore para um novo acesso ser construído, há possibilidade dos produtos acabarem.

Fonte: G1


09/03/2024 – Prata FM Vale

COMPARTILHE

SEGUE A @PRATAFMVALE

NO AR:
TARDE SERTANEJA - PRATA FM VALE