NOTÍCIAS


Trabalhadores da Gerdau aprovam proposta de suspensão temporária de contratos em São José dos Campos, SP



A proposta foi aprovadas nesta quarta-feira (13), durante assembleia realizada com os trabalhadores. Trabalhadores da Gerdau aprovam proposta de layoff em São José dos Campos, SP. Roosevelt Cássio/Sindicato dos Metalúrgicos Os trabalhadores da Gerdau de São José dos Campos aprovaram, nesta quarta-feira (13), uma proposta de layoff (modelo de suspensão dos contratos de trabalho) apresentada pela empresa. A informação foi confirmada pelo sindicato da categoria. De acordo com o Sindicato dos Metalúrgicos, a proposta foi aceita durante assembleia realizada com os cerca de 280 trabalhadores da planta de São José. ✅ Clique aqui para seguir o canal do g1 Vale do Paraíba e região no WhatsApp Ainda segundo o sindicato, a Gerdau pretende suspender cerca de 50 contratos por cinco meses, com início em 1º de abril. A empresa teria garantido estabilidade no emprego para todos os 280 trabalhadores até o fim de agosto. No caso dos 50 funcionários quem serão afastados, haverá estabilidade adicional por mais três meses no retorno à fábrica, se estendendo até novembro. VEJA TAMBÉM: ‘Aço sobrando’ e taxa de importação baixa: como o mercado chinês influenciou em demissões na Gerdau no Brasil Os trabalhadores em layoff terão a garantia de pagamento do vale-alimentação e farão cursos de qualificação. Parte do pagamento dos salários será custeada pelo Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT). Na semana passada, os operários rejeitaram a suspensão temporária dos contratos de trabalho, alegando que a proposta apresentada não previa estabilidade nem pagamento de direitos. Uma nova proposta foi negociada, resultando na aprovação desta quarta-feira (13). O g1 acionou a Gerdau, mas não obteve retorno até a última atualização desta reportagem. Gerdau Pindamonhangaba Reprodução/ TV Vanguarda Demissões em Pindamonhangaba Empresa brasileira produtora de aço, a Gerdau demitiu 100 funcionários da fábrica de Pindamonhangaba, cidade vizinha de São José dos Campos, no dia 14 de fevereiro deste ano. Na ocasião, o sindicato que representa a categoria na cidade informou os trabalhadores demitidos estavam em layoff, por queda na produção da fábrica ou questões financeiras da empresa. Segundo o Sindicato dos Metalúrgicos de São José, a Gerdau vem demitindo em massa desde o ano passado sob argumentos de queda na produção e na lucratividade, embora tenha tido lucro líquido de R$ 7,54 bilhões em 2023.

Fonte: G1


13/03/2024 – Prata FM Vale

COMPARTILHE

SEGUE A @PRATAFMVALE

NO AR:
CLÁSSICOS - PRATA FM VALE