NOTÍCIAS


Saiba por que a Sexta-feira Santa é o único dia do ano sem missas na Igreja Católica



O dia é marcado pelo silêncio da morte e sacrifício de Cristo e é reservado para a reflexão dos fiéis Imagem de arquivo – Sala das Velas na basílica de Aparecida. Carlos Santos/G1 A Sexta-feira Santa é o único dia do ano em que a Igreja Católica não celebra nenhuma missa. Em todos os outros dias, inclusive da própria Semana Santa, as celebrações acontecem normalmente. ✅Clique aqui para seguir o canal do g1 Vale do Paraíba e região no WhatsApp De acordo com a tradição cristã, para os católicos, o dia é marcado pelo silêncio da morte de Cristo, sendo um dia reservado para a reflexão a Deus, pois a data religiosa relembra a crucificação de Jesus. Segundo o Santuário Nacional de Aparecida, o dia é reservado para a reflexão dos católicos, que aproveitam a oportunidade para agradecer a Jesus Cristo enquanto se aguarda a celebração da ressureição na Páscoa. Imagem de arquivo – Novena no Santuário Nacional de Aparecida Gustavo Marcelino O padre Edinei Evaldo Batista, porta-voz da Diocese de São José dos Campos e Reitor do Seminário Teológico Santa Teresinha, confirma que a data religiosa deve ser marcada pelo silêncio dos fiéis devido o sacrifício de Jesus Cristo na cruz. “A cruz como tal é só um objeto, mas um objeto transformado em instrumento de amor, de salvação, ao ser assumida por Jesus na sua paixão, no seu sofrimento, na sua morte. Por isso nós adoramos a cruz, na verdade, adorando o crucificado, aquele que está nela por nós”, conta o padre. Porém, apesar de não celebrar missas, a igreja faz a Solene Ação Litúrgica da Paixão do Senhor, onde são lidos textos e passagens bíblicas e adoração de Jesus, na cruz, onde deu sua vida pelos fiéis, segundo a fé católica. Imagem de arquivo – Missa no Santuário Nacional de Aparecida. Gustavo Marcelino Por que não são celebradas missas nesse dia? Ainda segundo o padre Edinei, a Igreja Católica segue uma antiga tradição de não celebrar a Eucaristia neste dia e isso remonta ao quarto século da era do cristianismo. “Antes disso não temos notícia do que se fazia na Sexta-feira Santa, porque, na verdade nos inícios do cristianismo se celebrava com ênfase, na Páscoa, a ressurreição de Jesus no domingo de Páscoa, desde já a noite anterior, com a Vigília Pascal”, finaliza o padre. Sem missas, a Sexta Santa em Aparecida, que abriga o Santuário Nacional, é celebrada com a tradicional Via-Sacra no Morro do Cruzeiro ainda durante a madrugada. Nela, os fiéis peregrinam pelas 14 estações da Paixão de Cristo. Às 7h, o Santuário realiza a primeira celebração com uma oração no início da manhã. Em seguida, às 9h, será celebrada a “Meditação da Via-Sacra” ao redor do Altar Central. No início da tarde, às 12h, será realizado o ‘Sermão das Sete Palavras’ e depois, às 15h, a celebração da ‘Paixão do Senhor Morto’, com a processão do Senhor Morto às 18h. Imagem de arquivo – Missa solene no Santuário Nacional de Aparecida. Gustavo Marcelino Confira a Programação no Santuário Nacional Sexta-feira da Paixão do Senhor (29 de março) 7h: Oração da Manhã 9h: Meditação da Via-Sacra 12h: Celebração do Sermão das Sete Palavras 15h: Celebração da Paixão do Senhor Morto 18h: Procissão do Senhor Morto Sábado Santo (30 de março) 7h; Oração da Manhã 9h: Celebração das Dores de Nossa Senhora 12h: Ofício de Nossa Senhora 14h: Hora Mariana (Basílica Histórica) 16h: Escola de Maria 20h: Solene Vigília Pascal Domingo de Páscoa na Ressurreição do Senhor (31 de março) 5h30: Missa 6h30: Procissão da Ressurreição 7h40: Escola de Maria 8h: Missa 10h: Missa 12h: Missa 14h: Missa 16h: Missa 18h: Missa

Fonte: G1


29/03/2024 – Prata FM Vale

COMPARTILHE

SEGUE A @PRATAFMVALE

NO AR:
MADRUGADA SERTANEJA - PRATA FM VALE