NOTÍCIAS


Polícia Civil apreende mais de 30 mil garrafas e galões de azeite em fábrica clandestina em Jacareí, SP



Um homem identificado como gerente da fábrica foi preso em flagrante. Segundo o boletim de ocorrência, um óleo era armazenado de forma precária e sem condições de higiene. Depois, era vendido com rótulo de marcas conceituadas no mercado. Polícia Civil apreende mais de 30 mil garrafas de azeite em fábrica clandestina em Jacareí Uma operação da Polícia Civil flagrou uma fábrica clandestina de azeites em Jacareí, no interior de São Paulo. O gerente do estabelecimento, que foi lacrado pela Vigilância Sanitária, foi preso em flagrante e mais de 30 mil garrafas e galões do produto foram apreendidas. Segundo o boletim de ocorrência (BO), um óleo era armazenado de forma precária e sem condições de higiene. O produto era colocado em garrafas ou galões, que eram rotulados com diversas marcas de azeite conceituadas no mercado. A origem do produto não foi identificada pela polícia. ✅ Clique aqui para seguir o canal do g1 Vale do Paraíba e região no WhatsApp Polícia Civil apreende mais de 30 mil garrafas de azeite em fábrica clandestina em Jacareí, SP Divulgação/Polícia Civil A fábrica fica em uma chácara na estrada Hondo Japão, no bairro Jamic, na Zona Rural, e policiais chegaram até o local após denúncia do setor de Vigilância Sanitária. Após a denúncia, policiais civis realizaram a operação na última sexta-feira (17). No local, a equipe foi recebida por Gilberto Joaquim dos Santos, de 56 anos. Ele se identificou como gerente do estabelecimento ‘Rouper Distribuidora Ltda’, que consta como investigada no BO. Polícia Civil apreende mais de 30 mil garrafas de azeite em fábrica clandestina em Jacareí, SP Divulgação/Polícia Civil A polícia entrou na fábrica e encontrou uma linha de produção com quatro tanques que armazenavam um óleo ‘de forma precária e sem condições de higiene’. Ainda segundo o boletim de ocorrência, o produto que saía dos tanques era preparado, fracionado e envasado em garrafas de vidro ou de plástico, ‘com indícios de adulteração e sem padrões de identidade, qualidade ou segurança’. Polícia Civil apreende mais de 30 mil garrafas de azeite em fábrica clandestina em Jacareí, SP Divulgação/Polícia Civil A Polícia Civil constatou ainda que o mesmo óleo era colocado em garrafas com rótulos de diferentes marcas conceituadas no mercado. Em seguida, essas garrafas eram armazenadas em caixas de papelão para serem distribuídas em pontos comerciais. Ao todo foram apreendidos: mais de 30 mil garrafas e galões de azeite com diferentes rótulos; mais de 74 mil rótulos de diferentes marcas de azeite; mais de 15 mil caixas de papelão; mais de 19 mil tampas de vidros de azeite; mais de cinco mil alças de galão de azeite; celular, notebook e diversos documentos. Polícia Civil apreende mais de 30 mil garrafas de azeite em fábrica clandestina em Jacareí, SP Divulgação/Polícia Civil Questionado pelos policiais, Gilberto dos Santos admitiu que sabia que o local exercia atividade ilícita, mas que havia sido contratado por uma outra pessoa para gerir o negócio. O g1 tenta contato com a defesa de Gilberto, que foi preso em flagrante, e com representantes da Rouper Distribuidora Ltda, mas não conseguiu retorno até a publicação Polícia Civil apreende mais de 30 mil garrafas de azeite em fábrica clandestina em Jacareí, SP Divulgação/Polícia Civil O caso foi registrado como falsificação, corrupção, adulteração ou alteração de produto na delegacia da Polícia Civil da cidade. Polícia Civil apreende mais de 30 mil garrafas de azeite em fábrica clandestina em Jacareí, SP Divulgação/Polícia Civil

Fonte: G1


21/05/2024 – Prata FM Vale

COMPARTILHE

SEGUE A @PRATAFMVALE

NO AR:
TARDE SERTANEJA - PRATA FM VALE