NOTÍCIAS


PM confirma a morte dos 4 tripulantes do helicóptero que caiu



Aeronave estava desaparecida desde 31 de dezembro e foi localizada pela PM na manhã desta sexta (12) na região de Paraibuna. Quatro pessoas estavam abordo. g1 ao vivo: A Polícia Militar de São Paulo disse nesta sexta-feira (12) que não há sobreviventes do helicóptero que estava desaparecido e foi encontrado nesta manhã na região de mata de Paraibuna. “Todos estão mortos”. O helicóptero foi localizado pela PM na região de mata de Paraibuna. Quatro tripulantes estavam na aeronave, que tinha como destino o Litoral Norte de SP. A cidade de Paraibuna fica na região do Vale do Paraíba. O município tem 17,6 mil habitantes, segundo o IBGE, e fica a 120 quilômetros de distância do Campo de Marte, em São Paulo, local de onde o helicóptero havia decolado. A localização da aeronave foi informada pela Polícia Militar de São Paulo pelas redes sociais. Na postagem, a PM afirma que a aeronave foi encontrada pelo Águia 24. Helicóptero que desapareceu em SP é encontrado na cidade de Paraibuna Na imagem divulgada pela Polícia Militar, é possível ver uma clareira ente a vegetação e o que seriam destroços da aeronave entre as árvores. O helicóptero H-60 Black Hawk, da Força Aérea Brasileira, se deslocou até o local com uma equipe especial de resgate, formada por nove pessoas com capacidade de descer de rapel para fazer investigação onde o helicóptero foi encontrado. 12 dias de buscas A aeronave não fez contato desde o domingo (31) e mobilizou uma busca que envolveu a Força Aérea Brasileira, Polícia Militar, Polícia Civil e Corpo de Bombeiros de São Paulo. O helicóptero deixou a capital paulista no último dia do ano passado com quatro ocupantes para passar o réveillon em Ilhabela, no Litoral Norte do estado, mas não chegou ao local de destino. Desde então, era procurado pelas autoridades. Duas aeronaves da FAB cumpriram mais de 135 horas de voo ao longo dos 12 dias de buscas, que teve área total de cinco mil quilômetros quadrados. Aeronaves da Polícia Militar e Polícia Civil também integraram a ação de buscas. Os trabalhos se concentraram na região da Serra do Mar, entre o Vale do Paraíba e o Litoral Norte. Cidades como Paraibuna – onde a aeronave foi encontrada – Natividade da Serra, Redenção da Serra, Salesópolis e Caraguatatuba foram sobrevoadas ao longos os 12 dias de buscas Quem estava na aeronave Ocupantes do helicóptero que estava desaparecido em São Paulo Reprodução/TV Globo Na aeronave, estava o piloto, duas mulheres, que são mãe e filha, e um amigo das duas. Luciana Rodzewics, de 45 anos; Letícia Ayumi Rodzewics Sakumoto, de 20 anos (filha de Luciana); Raphael Torres, 41 anos (amigo de Luciana e Letícia); Cassiano Tete Teodoro, de 44 anos (o piloto). Moradoras da capital paulista, cidade de onde o voo partiu, Luciana e Letícia são autônomas. As duas moram no bairro do Limão, que fica na zona norte de São Paulo. Familiares contaram ao g1 que Letícia trabalha no ramo da estética, em um estúdio onda faz pintura de unhas. Já Luciana atua como vendedora, no ramo alimentício, comercializando sal para empresas. As duas mulheres aceitaram o convite do amigo Raphael para fazer um passeio ‘bate-volta’ em Ilhabela, na véspera do Ano Novo. O local é um dos mais procurados pelos turistas para aproveitar o réveillon, contando com queima de fogos, shows e outras atrações. Antes de desparecer, Letícia fez um vídeo de dentro do helicóptero mostrando que o tempo estava fechado. Antes de helicoptero desaparecer, passageira enviou vídeo para namorado: ‘Tempo ruim’

Fonte: G1


12/01/2024 – Prata FM Vale

COMPARTILHE

SEGUE A @PRATAFMVALE

NO AR:
ALÔ BOM DIA 1ªED - PRATA FM VALE