NOTÍCIAS


Km 40 da Dutra concentra quase 90% das multas por excesso de velocidade na rodovia no Vale do Paraíba; entenda



Radar móvel em Cachoeira Paulista, no km 40, contabilizou mais de 9,9 mil multas por excesso de velocidade em 2023. Em todo o Vale do Paraíba, foram registradas 11 mil multas do gênero na Dutra no ano passado. Km 40 da Dutra concentra quase 90% das multas por excesso de velocidade na rodovia no Vale do Paraíba. Reprodução/Street View O km 40 da rodovia Presidente Dutra, em Cachoeira Paulista, concentrou quase 90% das multas por excesso de velocidade contabilizadas na via, em 2023, no Vale do Paraíba. O levantamento feito pelo g1 aponta que foram registradas 11.095 multas por excesso de velocidade na Dutra no trecho do Vale do Paraíba no ano passado. Desse total, 9910 foram no km 40 da rodovia, o que representa 89,3% das multas da região. ✅ Clique aqui para seguir o canal do g1 Vale do Paraíba e região no WhatsApp Veja o ranking de multas por velocidade por km da Dutra em 2023: Km 40, em Cachoeira Paulista (SP) = 9.910 multas Km 41, em Cachoeira Paulista (SP) = 34 multas Km 58, em Guaratinguetá (SP) = 81 multas Km 78, em Roseira (SP) = 1 multa Km 96, em Pindamonhangaba (SP) = 7 multas Km 109, em Taubaté (SP) = 5 multas Km 136, em São José dos Campos (SP) = 168 multas Km 145, em São José dos Campos (SP) = 50 multas Km 148, em São José dos Campos (SP) = 16 multas Km 149, em São José dos Campos (SP) = 511 multas Km 151, em São José dos Campos (SP) = 3 multas Km 156, em São José dos Campos (SP) = 197 multas Km 171, em Jacareí (SP) = 112 multas Imagem de arquivo – Radar móvel da Polícia Rodoviária Federal. Divulgação/PRF O g1 entrevistou a inspetora da Polícia Rodoviária Federal, Rafaela Vaz, responsável pela 8º Delegacia da PRF em Roseira, que atua na cidade de Cachoeira Paulista, para entender o que leva o km 40 a ter tantos registros de multa por excesso de velocidade. Segundo a inspetora, o km 40 fica em uma área mais rural, sem radares fixos, o que torna comum o desrespeito ao limite de velocidade. As multas que foram aplicadas no trecho foram emitidas por um radar móvel, usado pela PRF para coibir o avanço da velocidade naquela região. “É uma área rural, com a rodovia reta, sem curvas, onde o pessoal empreende grande velocidade. A gente costuma fazer a fiscalização com o radar móvel, para suprir a falta de radares fixos e coibir excesso de velocidade”, informou. A inspetora afirma que a fiscalização com radar móvel no trecho é feita, de forma geral, apenas no período diurno, pois o equipamento não possui visão noturna e depende da luminosidade para fazer o flagrante fotográfico das infrações. “Para ampliar a fiscalização no trecho, a operação com o radar móvel é executada quase diariamente. Não só ali, mas em outros pontos da via que são adequados para esse tipo de fiscalização. Estamos intensificando as ações ao longo do dia. À noite, não dá para executar o radar móvel pela falta de luminosidade”, explicou. De acordo com a inspetora, o número de acidentes são frequentes no trecho, principalmente no período da noite, quando não há fiscalização. O excesso de velocidade é um fator que a PRF considera como responsável pelos acidentes no km 40. “Ali tem um índice grande de acidentes. Cachoeira Paulista, Lorena e Canas, que ficam nessa região, concentram bastante acidentes, principalmente no período da noite”, analisou. Nesta quarta-feira (6), 48 novos radares fixos começaram a operar na Dutra, principal corredor viário entre São Paulo e Rio de Janeiro. Um deles foi instalado em Cachoeira Paulista, no km 38,52. Imagem de arquivo – PRF flagra 854 motoristas acima do limite de velocidade no trecho do Vale na Dutra Reprodução/ TV Vanguarda

Fonte: G1


06/03/2024 – Prata FM Vale

COMPARTILHE

SEGUE A @PRATAFMVALE

NO AR:
CLÁSSICOS - PRATA FM VALE