NOTÍCIAS


Gerdau demite 100 trabalhadores após fim de layoff em fábrica de Pindamonhangaba, SP



Segundo o sindicato, os trabalhadores estavam em layoff, que é o modelo de suspensão do contrato de trabalho. Eles foram demitidos após ficarem cinco meses afastados das funções. Fábrica da Gerdau em Pindamonhangaba Divulgação A Gerdau, empresa brasileira produtora de aço, anunciou na tarde desta quarta-feira (14) que demitiu 100 trabalhadores da fábrica de Pindamonhangaba, no interior de São Paulo. De acordo com o sindicato, os trabalhadores demitidos estavam em layoff, que é quando ocorre a suspensão temporária do contrato de trabalho, por queda na produção da fábrica ou questões financeiras da empresa. ✅ Clique aqui para seguir o novo canal do g1 Vale do Paraíba e região no WhatsApp Cerca de 180 funcionários ficaram cinco meses em layoff. Ao menos 100 trabalhadores desse grupo foram demitidos ao voltar para o trabalho nesta quarta-feira (14). Por meio de nota, a Gerdau alegou que as demissões ocorreram “após o período de layoff promovido pela companhia, e seguem o reflexo do cenário desafiador enfrentado pelo mercado brasileiro frente às condições predatórias de importação de aço chinês”. Ainda na nota, a Gerdau destacou que “pede a urgência na adoção de uma tarifa emergencial de 25% sobre as importações de aço para assegurar a sustentabilidade de suas operações e do setor do aço nacional, bem como a manutenção dos empregos da área”. Ao g1, o Sindicato dos Metalúrgicos de Pindamonhangaba informou que, em algumas reuniões, a Gerdau já havia comunicado a possibilidade das demissões, por não conseguir reintegrar todos os trabalhadores em layoff, diante da queda na produção. Ainda segundo o sindicato, a entidade tem negociações em andamento com a empresa. A unidade da Gerdau em Pinda atua no ramo de aços especiais. Após as demissões, a empresa passou a ter cerca de 2,5 mil funcionários.

Fonte: G1


14/02/2024 – Prata FM Vale

COMPARTILHE

SEGUE A @PRATAFMVALE

NO AR:
TARDE SERTANEJA - PRATA FM VALE