NOTÍCIAS


Estado de SP e Prefeitura de São José anunciam construção de 200 moradias populares



Parceria foi anunciada em entrevista coletiva na manhã desta quinta-feira (4). De acordo com a gestão municipal, 4,6 mil pessoas aguardam moradia popular na cidade. Governo Estadual e prefeitura anunciam construção de 200 moradias populares em São José Pedro Melo/TV Vanguarda O Governo do Estado de São Paulo e a Prefeitura de São José dos Campos (SP) anunciaram, nesta quinta-feira (4), uma parceria para a construção de 200 moradias populares na cidade. ✅ Clique aqui para seguir o novo canal do g1 Vale do Paraíba e região no WhatsApp Os detalhes do programa foram divulgados em entrevista coletiva, que aconteceu no período da manhã, na sede da prefeitura. De acordo com a prefeitura, o objetivo da parceria é diminuir a fila para habitação no município. Atualmente, 4.681 pessoas aguardam moradia popular em São José. As novas 200 moradias serão direcionadas, principalmente, para famílias de baixa renda e moradores de áreas de risco. Segundo a Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano (CDHU), o projeto é um modelo descentralizado de construção de casas em áreas congeladas pela prefeitura. O Governo Estadual liberou R$ 40 milhões para a administração municipal, que vai pode escolher o local onde as moradias serão construídas. Governo Estadual e prefeitura anunciam construção de 200 moradias populares em São José Pedro Melo/TV Vanguarda De acordo com o prefeito Anderson Farias (PSD), a área onde o programa será instalado já está sendo analisada. “Temos quatro regiões que já estão sendo analisadas. A CDHU precisa aprovar essas áreas, junto com o município. Temos quatro regiões com espaço para poder construir essas casas. As primeiras unidades serão voltadas para (moradores de) áreas de risco”, explicou. Leia mais notícias do Vale do Paraíba e região As famílias interessadas em uma moradia popular em São José precisam se cadastrar no programa habitacional da prefeitura e atender alguns requisitos, como: Não possuir imóvel próprio; comprovar permanência nos últimos dois anos no município; não ter sido contemplado em programas habitacionais; ser maior de 18 anos; e ter renda de até 6 salários mínimos.

Fonte: G1


04/01/2024 – Prata FM Vale

COMPARTILHE

SEGUE A @PRATAFMVALE

NO AR:
TARDE SERTANEJA - PRATA FM VALE