NOTÍCIAS


De volta à cidade onde foi empurrado do altar, Padre Marcelo Rossi fala sobre transformação após incidente: ‘Meu levantar’



Padre presidiu uma missa na comunidade Canção Nova, em Cachoeira Paulista, durante um acampamento católico de carnaval. Emocionado, ele contou sobre como ressignificou o empurrão. De volta à cidade onde foi empurrado do altar, Padre Marcelo Rossi fala sobre transformação após incidente: ‘Meu levantar’ . Reprodução/Canção Nova O Padre Marcelo Rossi, uma das principais figuras religiosas do Brasil, realizou uma missa na tarde deste domingo (11), na Canção Nova, em Cachoeira Paulista (SP), mesma comunidade onde ele sofreu o empurrão do altar. Durante a celebração, o padre relembrou o incidente e contou como ressignificou o ocorrido. “É uma emoção estar aqui. Muitos falam do empurrão. Quem lembra do empurrão, por favor? Tire isso da sua cabeça, não falo mais de empurrão, eu chamo de o levantar. Amém?”, declarou. De volta à cidade onde foi empurrado do altar, Padre Marcelo Rossi fala sobre transformação após incidente: ‘Meu levantar’ . Reprodução/Canção Nova Em 2019, o padre foi empurrado do altar por uma mulher e caiu de uma estrutura de aproximadamente dois metros de altura. Após o acontecido, o religioso começou uma rotina de exercícios que mudou completamente seu visual. Na época do empurrão, o padre estava magro por conta de uma depressão, mas mudou o estilo de vida desde então e hoje chama atenção por conta do porte físico – leia mais detalhes aqui. De volta à cidade onde foi empurrado do altar, Padre Marcelo Rossi fala sobre transformação após incidente: ‘Meu levantar’ . Reprodução/Canção Nova Após a declaração, o padre Marcelo fez uma analogia comparando o empurrão às dificuldades enfrentadas pelos fiéis e orientando como eles devem se reerguer. “Nós estamos em um mundo onde cada vez mais as pessoas puxam o tapete ou empurram, esse é o mundo de hoje. Mas Deus tem um plano pra nós, Deus nos quer levantados, erguidos pelo poder dele”, disse. “Para que eu possa erguer alguém, eu tenho que primeiro ser erguido, tenho que levantar. Deus permite que você e eu caiamos, para que possamos nos levantar”, completou. De volta à cidade onde foi empurrado do altar, Padre Marcelo Rossi fala sobre transformação após incidente: ‘Meu levantar’. Reprodução/Canção Nova No decorrer da missa, o padre seguiu com um sermão falando sobre a importância de sair do fundo do poço e se manter íntegro, fazendo o bem, mesmo na adversidade. Ao fim do sermão, o padre Marcelo subiu no mezanino da igreja, onde ficou mais próximo dos devotos e encerrou a fala cantando a música ‘Deus me levanta’. De volta à cidade onde foi empurrado do altar, Padre Marcelo Rossi fala sobre transformação após incidente: ‘Meu levantar’ Reprodução/Canção Nova A missa foi realizada no Santuário Pai das Misericórdias e contou com a igreja lotada, superando 5 mil pessoas presentes. A celebração faz parte da programação do acampamento católico de carnaval ‘Vem louvar’. Padre Marcelo Rossi durante sessão de autógrafos na Canção Nova, em Cachoeira Paulista Lucas Rodrigues/TV Vanguarda Recomeço Em setembro do ano passado, durante o lançamento do livro ‘Amorização – A Cura do Coração: Um Diário Espiritual’,Padre Marcelo Rossi relembrou o empurrão que assustou o país em uma volta à cidade no interior de São Paulo. “Há quatro anos eu fui empurrado e poderia ter sido minha morte. Jesus mudou minha vida e agora posso levar a amorização, que é a cura do coração, em um mundo tão polarizado, de pessoas tão divididas, com tanto ódio. É um amor que nos restaura e que nos levanta”, disse. O caso lembrado pelo religioso aconteceu no dia 14 de julho de 2019 durante a missa de encerramento do acampamento ‘Por Hoje Não’ (PHN) na comunidade católica Canção Nova. Uma mulher passou pela segurança e derrubou o padre de uma altura de quase dois metros de altura (veja abaixo). Fiel empurra padre Marcelo Rossi durante missa na Canção Nova Ele não teve nenhum ferimento grave e, no mesmo dia, chegou a dizer que sentiu “algumas dorzinhas, mas não quebrou nada”. Depois do episódio da agressão, o religioso iniciou uma mudança em seu estilo de vida. “A importância do exercício físico, sou formado em educação física. Levar as pessoas aos exercícios. Corpo, mente e alma. E a amorização é levar isso. Deus não é um monólogo, Deus é um diálogo. Não é uma mão única, é uma mão dupla”, afirmou. Na obra, o sacerdote apresenta “a cura do coração” como instrumento indispensável para “amorizar”, que seria o ato de perdoar ou de agradecer diante dos desafios diários. “Está sendo um processo de cura (desde o empurrão) porque recentemente eu perdi meu pai. Vai completar um ano e no último capítulo eu dedico a ele. Compreensão, sem pressão, para não cair em depressão – como já passei por ela – com muita oração (acho que é o nome do capítulo). Então esse ano tem sido de muita amorização no meu coração”, disse na época. Mulher empurrou padre durante missa na Canção Nova Reprodução Quem empurrou o padre? Uma mulher invadiu o altar e empurrou o padre Marcelo Rossi durante uma missa em Cachoeira Paulista no dia 14 de julho de 2019. Por volta das 14h50, a mulher furou a segurança e invadiu o palco durante a celebração que acontecia na Canção Nova e o empurrou de cima da estrutura. No momento, pelo menos 50 mil pessoas participavam da celebração. Depois da queda, o padre voltou ao palco e continuou a celebração. De acordo com a Polícia Militar, a mulher, de 32 anos, foi encaminhada para a delegacia da cidade de Lorena onde prestou depoimento. Segundo a polícia, a mulher fazia parte de um grupo que veio do Rio de Janeiro para o evento. Na ocasião, os acompanhantes dela informaram que ela tinha histórico de transtornos mentais.

Fonte: G1


11/02/2024 – Prata FM Vale

COMPARTILHE

SEGUE A @PRATAFMVALE

NO AR:
TARDE SERTANEJA - PRATA FM VALE