NOTÍCIAS


Criação de empregos formais no Vale desacelera pelo 2° ano seguido e soma 21 mil postos em 2023



Dados do Caged foram divulgados pelo Ministério do Trabalho, nesta terça-feira (30). Na comparação com 2022, houve queda de 30,4% em relação ao total de vagas criadas. Apesar do número positivo, o desempenho da região é pior quando comparado a 2022 Reprodução/RPC O Vale do Paraíba e a região bragantina fecharam 2023 com a criação de mais de 21,6 mil postos de trabalho, segundo os dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) divulgado nesta terça-feira (30). Apesar do número positivo, os dados representam uma desaceleração da criação de empregos pelo segundo ano seguido. Comparado a 2022, a queda é de 30,4%. ✅ Clique aqui para seguir o canal do g1 Vale do Paraíba e região no WhatsApp A desaceleração acompanha o cenário nacional: no país, foram gerados 1,48 milhão de empregos com carteira assinada em 2023 ante 2,01 milhões no ano de 2022, queda de 26,3%. São José dos Campos, maior cidade da região, registrou saldo positivo, mas teve desempenho abaixo do que no ano retrasado. Em 2023, a cidade registrou a abertura de 6.908 postos de trabalho. Já em 2022 haviam sido 8.876 empregos criados. Mais vagas formais 14 cidades da região criaram mais vagas em 2023 do que em 2022. Os principais desempenho são: Taubaté: 3.159 vagas criadas em 2023 e 2.633 vagas criadas em 2022. Aumento de 19,9%. Pindamonhangaba: 2.016 vagas criadas em 2023 e 1.352 vagas criadas em 2022. Aumento de 49,1%. Guaratinguetá: 1.396 vagas criadas em 2023 e 1.172 vagas criadas em 2022. Aumento de 19,1%. Caraguatatuba: 741 vagas criadas em 2023 e 386 vagas criadas em 2022. Aumento de 91,6%. Saldo negativo Por outro lado, seis cidades da região registraram mais demissões do que contratações. Caçapava: -1.341 postos de trabalho em 2023. Em 2022 a cidade havia perdido 154 vagas de emprego. Cruzeiro: -244 postos de trabalho em 2023. Em 2022 a cidade havia criado 576 vagas de emprego. Tremembé: -184 postos de trabalho em 2023. Em 2022 a cidade havia criado 651 vagas de emprego. Jambeiro: -139 postos de trabalho em 2023. Em 2022 a cidade havia perdido 222 vagas de emprego. Roseira: -126 postos de trabalho em 2023. Em 2022 a cidade havia criado 407 vagas de emprego. Canas: -36 postos de trabalho em 2023. Em 2022 a cidade havia perdido 6 vagas de emprego.

Fonte: G1


30/01/2024 – Prata FM Vale

COMPARTILHE

SEGUE A @PRATAFMVALE

NO AR:
MADRUGADA SERTANEJA - PRATA FM VALE