NOTÍCIAS


Com pouca chuva, cidades do Vale do Paraíba tiveram o mês de abril mais seco dos últimos três anos, diz Inmet



Segundo o Inmet, em quatro estações meteorológicas da região a chuva ficou abaixo da média para o mês de abril. Tempo seco aumenta chance de queimadas De acordo com dados do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), o mês de abril terminou como o mais seco dos últimos três anos na região. Em quatros estações meteorológicas, a chuva ficou abaixo da média para abril. ✅Clique aqui para seguir o canal do g1 Vale do Paraíba e região no WhatsApp Ainda de acordo com o Inmet, o mês de abril choveu menos em comparação com os outros meses do ano. Nos dados divulgados, as estações de Taubaté, Campos do Jordão, São Luiz do Paraitinga e Cachoeira Paulista registraram volume de chuvas menores em comparação aos últimos três anos. Cidades da região registram abril mais seco dos últimos três anos Reprodução Veja o volume de chuva ano a ano para o mês de abril na região: Taubaté 2022 – 84,4 mm 2023 – 94,2 mm 2024 – 23,0 mm Campos do Jordão 2022 – 102,6 mm 2023 – sem dados 2024 – 29,6 mm São Luiz do Paraitinga 2022 – 56,4 mm 2023 – sem dados 2024 – 40,8 mm Cachoeira Paulista 2022 – 116,2 mm 2023 – 210,0 mm 2024 – 105,8 mm Em comparação com a média histórica, as quatro cidades também registraram números abaixo do esperado. A média climatológica histórica cobre 30 anos de dados. Cidades da região registram abril mais seco dos últimos três anos Reprodução Os dias secos e quentes juntos com o baixo volume de chuva contribuem para as queimadas, que são comuns de seres vistas durante o outono. Segundo o Sargento do Corpo de Bombeiros, Fernando Correia, o tempo seco somado com a baixa quantidade de chuva é a receita perfeita para o fogo em vegetação. “É a receita para o fogo em vegetação, tempo seco e baixa quantidade de chuva. Então tudo propicia o fogo em mata, uma pequena chama, uma pequena fogueirinha ali, foge de controle rapidamente e vira um grande incêndio”, explica. Cidades da região registram abril mais seco dos últimos três anos Reprodução Veja mais sobre o Vale do Paraíba e região bragantina

Fonte: G1


01/05/2024 – Prata FM Vale

COMPARTILHE

SEGUE A @PRATAFMVALE

NO AR:
MADRUGADA SERTANEJA - PRATA FM VALE