NOTÍCIAS


150 anos de Campos do Jordão: saiba como a cidade se transformou na 'Suíça Brasileira' e hoje recebe 4,5 milhões de turistas por ano



Arquitetura, clima europeu e atrações são características que marcam a cidade mais alta do Brasil, que completa 150 anos nesta segunda-feira (29). Centro do Capivari em Campos do Jordão Renan William/Vanguarda Repórter A cidade mais alta do país faz aniversário nesta segunda-feira (29). Campos do Jordão, localizada na Serra da Mantiqueira, a 180 km de São Paulo, completa 150 anos de existência. Carinhosamente chamada de ‘Suíça Brasileira’, a cidade está a 1,6 mil metros de altitude e atualmente recebe, por ano, mais de 4,5 milhões de turistas, atraídos pelas opções de lazer, gastronomia e a arquitetura do município. ✅ Clique aqui para seguir o canal do g1 Vale do Paraíba e região no WhatsApp Além do frio, diversas atrações na cidade colaboram para esse número. Entre elas estão a Vila Capivari — principal ponto turístico da cidade –, além do teleférico, trenó, entre outros. Campos do Jordão na Vila Capivari Cássia Soares de Siqueira/ Arquivo Pessoal Vila Capivari A Vila Capivari é o principal endereço turístico de Campos do Jordão. Ponto de encontro dos turistas, o local representa o glamour da ‘Suíça Brasileira’ e abriga bares e restaurantes em meio às construções com arquitetura europeia. O turista também pode aproveitar o local para comprar malhas e as tradicionais chocolatarias da cidade. Além disso, na temporada de inverno o Capivari fica ainda mais atraente com os constantes espetáculos e apresentações culturais na concha acústica da praça. Trenó na montanha é atração do Parque Capivari em Campos do Jordão. Divulgação Trenó Localizado no Capivari, o trenó foi inaugurado há pouco mais de 1 ano na cidade. O trenó percorre 485 metros na montanha e pode atingir uma velocidade de até 40 quilômetros por hora. Durante o percurso, por meio de um sistema de freios, o passageiro pode controlar a velocidade da descida de acordo com a sua preferência. O passeio pode ser individual ou em até duas pessoas. Para chegar até o trenó a pessoa pode optar por ir até o Morro do Elefante de maneira independente ou pegar o teleférico do Parque Capivari. Teleférico do Capivari em Campos do Jordão, SP Diego Brito Teleférico Após ser desativado em 2021, o famoso teleférico de Campos do Jordão voltou a funcionar no final de 2022 e desde então se tornou uma das principais atrações aos turistas na cidade. O teleférico foi o primeiro construído do Brasil – inaugurado em 1970 – e tem percurso de 560 metros. Vista aérea de Campos do Jordão (SP) Luís Felipe Rodrigues Estilo europeu A arquitetura, semelhante a de países europeus, também é um ponto importante para a consolidação do turismo na cidade. Segundo arquitetos, as construções com estilo europeu começaram na década de 1940, como uma tentativa de superar o frio e adaptar as construções para o clima das montanhas. Além disso, no começo do século passado, a cidade passou a receber pequenas colônias europeias – entre elas alemãs e portuguesas – que perpetuaram essa ‘identidade estrangeira’ nas construções. Palácio Boa Vista em Campos do Jordão, SP Reprodução / Gov São Paulo Palácio da Boa Vista Em 1964, o Brasil recebeu o presidente da França Charles De Gaulle para uma visita de negócios. Com seus mais de 2 metros de altura o problema foi encontrar uma cama que não o deixasse com parte das pernas para fora. A solução foi aumentar a estrutura de uma que hoje está exposta no Palácio da Boa Vista, em Campos do Jordão, com outras centenas de peças históricas. A cidade reserva para os turistas locais com histórias que parecem tiradas de livros, como esta da cama gigante. Finalizado em 1964 e aberto ao público para a visitação em 1970, o Palácio da Boa Vista é apenas um dos pontos ‘mágicos’ que a cidade oferece. Castelo que abriga hotel em Campos do Jordão Camilla Motta/g1 Castelo As histórias encantadas continuam escondidas entre as montanhas de Campos do Jordão. A cidade tem ainda um castelo que parece tirado de um livro medieval. Hoje o local é um hotel e restaurante, mas quando foi construído, na década de 70, foi um ‘mimo’ do proprietário chinês para a sua esposa. O chinês que construiu o castelo arrendou o local, mas o gosto excêntrico é facilmente identificável em todos os cantos. O calabouço, onde hoje é a adega e restaurante, é aberto para o jantar todas as noites. Campos do Jordão prepara desfile da locomotiva Maria-Fumaça como programação do Natal Divulgação/ACE Campos do Jordão

Fonte: G1


29/04/2024 – Prata FM Vale

COMPARTILHE

SEGUE A @PRATAFMVALE

NO AR:
QUINTAL DO NANDO - PRATA FM VALE